1

Guia de Séries – Parte 3

Quando fui que escrevi parte 1 e parte 2 mesmo? Não lembro! Haha. Só sei que faz muito tempo e algumas séries foram canceladas/encerradas, outras larguei e essas séries da terceira parte são as que restaram firmes e fortes.

Arrow_5h

Arrow – Mencionei Arrow nesse post aqui assim que a série estreou e como minha opinião mudou! Não consigo nem imaginar Justin Hartley com o Arqueiro Verde de Arrow. Stephen Amell é incrível e ele combina perfeitamente com o clima criado para a série exclusiva do Arqueiro.

Confesso que no atual momento da série (3ª temporada começará em outubro) minha maior motivação para não perder nenhum episódio é Olicity (). Meu ship favorito e, provavelmente, meu maior OTP. Tudo é lindo nesse slow burn ship. TUDO. E claro, se isso não for suficiente para você, pense no Stephen sem camisa em todos os episódios. (Fútil. – eu sei, mas você tem que admitir que o cara é bonito e olhar não faz mal. Hahaha.)

Arrow realmente me supreendeu com o roteiro cheio de referências a cultura pop e com ação, drama e comédia. Na primeira temporada meus momentos favoritos são as frases awkwards da Felicity Smoak e os comentários aleatórios de Tommy Merlin. Gente, que personagens divertidos! O team Arrow se completa com o melhor guarda-costas ever, John Diggle. E quanto mais você assiste a série mais você consegue pegar as pequenas cenas de comédia, como em The Office, sabe. Assim que você conhece melhor o ambiente em que os personagens estão inseridos, mais divertido ficam as mínimas ironias.

 

OUAT_4h

Once Upon a Time – Também já falei de OUAT por aqui em 2012, ano que teve mil adaptações de Branca de Neve (esse ano Cinderella é a escolhida). Ainda gosto muito da série e Storybrooke expandiu bastante desde a primeira temporada. Agora o universo de Frozen () será apresentado e eu não sei como me sinto sobre isso. Eu amei Frozen, assisti várias vezes desde que foi lançado e tenho medo que eles possam arruinar, mas ao mesmo tempo quero ver o que planejaram. O que me atraiu a série desde o começo foi como eles mudaram a histórias dos personagens clássicos, então tenho que ter em mente que eles vão fazer o melhor dentro do estilo da série.

Outra coisinha que estou ansiosa para ver é a relação de Hook e Emma. Captain Hook apareceu na segunda temporada e se tornou fixo na terceira, para minha alegria! Hahaha. E novamente, nunca gostei do Hook nos contos, sempre torci para o Peter Pan, mas em OUAT cada personagem tem vida própria e é impossível não gostar dos ‘vilões’. Por exemplo, amo a Regina! E considero a atuação da Lana Parrilha a melhor desde a primeira temporada. Regininha é incrível e merece seu final feliz, okay?

 

SaB_3h

Switched at Birth – De todas as séries que já assisti, SaB é a mais diferente. Muitos dos personagens são deficientes auditivos e boa parte das conversas é em libras. O legal é que os atores realmente possuem algum nível de deficiência auditiva, tornando o ambiente da série mais real e depois de um tempo até dá para aprender uma coisa ou outra em libras.

A história começa quando Bay Kennish descobre que na verdade foi trocada na maternidade e Daphne Vasquez é a verdadeira Kennish. Além das famílias se adaptarem a descoberta, Daphne e Regina (mãe biologica de Bay) se mudam com os Kennishs e terão que aprender a conviver com as diferenças/costumes de cada família.

O roteiro é teen, porém a família é o centro da série, que eu gosto muito. Perdi a conta de quantas séries teens mal aparecem os pais, que pra mim não faz sentido, já que os personagens moram com os pais, vivem do dinheiro dos pais, usam o carro da família, etc. SaB apesar de não ser exatamente como na vida real, é uma das séries mais normais sobre a conturbada vida adolescente e vale a pena assistir nem que seja para ver a linda Lea Thompson, eterna Lorraine Banes de De Volta para o Futuro.

***

 E aí, gostou? Assiste alguma dessas séries? Tem alguma indicação? Vamos conversar nos comentários então.

Advertisements
29

Guia de Novas Séries

Todo ano é a mesma coisa, setembro e outubro os canais gringos apresentam suas novas apostas. Algumas flopam antes mesmo da estreia, outras ganham espaço no coração do público e viram sucesso. No meu caso, se gostar de verdade de uma nova série, fico lascada na hora de ajustar meu horário maluco-de-séries-sem-fim ( não que eu reclame sempre! haha).

Uma coisa legal sobre séries novas é que você não tem expectativa, ou se tiver não é tão alta. E se você não gostar, ok, é só parar de assistir. Ou a série pode ser ótima e te supreender, o que é ok também. Legal, né?! Ok, chega de blábla e vamos ao que interessa? :)

Obs.: deixei o trailer de todos para vocês assistitem, assim dá para saber a sinopse rapidinho e posso escrever mais sobre o que acho da série, ok? ;)

***

 Arrow Sou orfã de Smallville! Sim, o seriado ficou ruim no meio, criaram zilhões de personagens nada ver, mas assistia fielmente e, no fim, o Clarkzinho teve uma ótima última temporada. Arrow vem preencher esse espaço vazio! Nessa série o foco será o playboy Oliver Queen (aka Arqueiro Verde), que após um acidente de barco desaparece por cinco anos. Quando ele volta para casa tem que lidar com a situação “não morri”, não sabe bem o que irá fazer e nem em quem confiar, porém está determinado a combater o crime e a injustiça se tornando um vigilante (UAU! haha).

Pelo trailer, cenários, fotografia e produção, seguirá bem a linha Smallville. Tem vários atores conhecidos, só posso esperar que seja boa, porque não curti muito a mudança de ator. Ok, essa parte que é só uma birrinha minha: a julgar pelo bom desempenho em Smallville, Justin Hartley voltaria para a série só do Arqueiro, porém disseram que ele é ‘velho demais’ – calúnia, Brasil! Aí, contratam um ator 3 anos mais novo que ele. Tipo, oi, CW? Anyways, vou torcer para que seja boa, porque estou ansiosa pela estreia – que é hoje foi ontem!

***

Emily Owens M.D. – Já gostei dessa série assim que li o nome: Mamie Gummer. Não sabe quem é? Mas tenho cer-te-za que ama a mãe dela, a queridíssima Meryl Streep! Não conhecia o trabalho de Mamie até começar acompanhar The Good Wife, ela estava ótima! Assim que o episódio acabou, fui pesquisar, afinal conhecia aquela carinha e fala baixa e calma de algum lugar! hahaha.

Sabemos que a CW é um canal jovem, então Emily Owens M.D. será uma mistura de Grey’s Anatomy/Private Practice/House e One Tree Hill para jovens adultos. O canal disponibilizou o primeiro episódio no YouTube, mas logo viu que estava liberado para todos os países e trancou. Consegui assistir um pedaço, gostei (oioioi, Justin Hartley voltou! haha), mas melhores opiniões somente depois do dia 16!

***

Elementary – Não estava muito afim de assistir. Vi o trailer, li algumas críticas, mas não aceitei bem o Dr. Watson ser Dra. Watson na nova adaptação. Fico mais interessada nas séries quando tem atores que gosto/conhecidos, neste caso Jonny Lee Miller (Sherlock Holmes) e Lucy Liu (Dra. Joan Watson) são os principais. Então, vamos ver.. atores conhecidos (check), ator principal já atuou em alguma produção baseada nos livros da Jane Austen (check), a série tem comédia, mistério e aventura (check), queimei a língua ao dizer que não gostei muito de uma mudança antes mesmo de assistir (check).

Sim, Elementary é boa! *happy dance*. E sabe o que gostei, de verdade? As adaptações para o nosso tempo, Nova York e blablablá, deram certo. Não imaginei que fosse gostar tanto, afinal os livros e as adaptações com Robert Downey Jr. já são suficientes.. wrong! O Sherlock atualizado tem tatuagens, era viciado, saiu da rehab e Dra. Watson largou a profissão e é babá dele! A dinâmica é e ao mesmo tempo não é igual a que conhecemos… enfim, assistam!

***

Last Resort – Já assisti dois episódio de LR e não entendi na-da! hahaha. É meio esquisito..apenas sei isto: um grupo de um submarino americano recebe uma ordem misteriosa para atacar a Síria (ou era Iraque?) com bombas nucleares. Por recusar a obedecer a tal ordem, o submarino é atacado, mas não completamente danificado. A tripulação encontra uma ilha-base da OTAN, dominam a ilha e se revoltam contra o governo americano, declarando que eles irão contra atacar, já que possuem 11 ogivas nucleares.

É tudo muito Lost – literamente! haha. Está na lista das séries mais esperadas de vários sites especializados, mas não sei bem se irei acompanhar a temporada inteira. Acredito que só na metade da temporada terei uma opinião melhor. Veremos!

***

Nashville – Estou empolgada para assistir porque a Connie Britton (aka Mrs. Coach Taylor!) é a principal! Como orfã eterna de Friday Night Lights, fico imensamente feliz quando vejo os atores em novas produções (assisti John Carter só por causa do Taylor Kitsch e não me arrenpendi, o filme é bom!). Também acompanho a Hayden desde Heroes (tinha muito medo do Sylar!) e Juliette parece ser diferente de tudo que ela fez antes, bem malvada, e só pelo nome da série podemos saber que terá muita música e drama! Aliás, o vestido que Juliette usa no trailer é meio Taylor Swift, cheio de brilhos. Inspiração, maybe?

A série estreiou ontem, ainda não assisti, mas verei durante o feriado. Quase certeza que irei gostar, alguns dos produtores também já produziram The OC, Gilmore Girls e Friday Night Lights – certeza ou certeza que irei gostar? haha :)

***

The Mindy Project – Alguém assiste The Office? Eu amo! Infelizmente a qualidade da série caiu depois da saída de Steve Carell e a série chegará ao fim no meio do ano que vem. Assim, alguns atores já estão com projetos paralelos. Mindy Kallin foi a primeira que vi dar tchau de vez com sua nova série, que terá participações do elenco de The Office e um dos produtores é B.J. Novak (o chato do Ryan! Sério, detesto o personagem dele! haha).

Já assisti três episódios, não estão no nível dos primeiros anos de The Office (nem acho que um dia chegará), mas a série é legal. A Dra. Mindy é a Kelly com diploma e não tão fútil! Recomendo! E ah, o episódio três teve participação de alguns jogadores da NBA, amei as piadas. Só amaria mais se Dwight Howard, dos Lakers, fosse um dos convidados – ele é muito engraçado! (E joga no melhor time de basquete.. haha).

***

Guys with KidsJesse Bradford, conhece? Eu não canso de vê-lo em Bring It On (ou Teenagers – As Apimentadas). Aí, lógico, maluca do jeito que sou, assisti o trailer só por causa do ator-bonitinho-de-um-filme-dos-anos-2000. Gostei, mas não é nada demais – de verdade! – é engraçadinha, divertida de assistir e tem somente de 20 minutos. (Ah, e se GWK der certo, talvez o Jesse não participará da série da SHIELD que a Marvel está planejando. É, os nerds estão dominando o mundo!)

***

Ufa! Pensei que nunca fosse terminar! haha. Espero que gostem, existem outras zilhões de séries estreando essa temporada, mas por enquanto essas são as únicas que me chamaram a atenção. Vocês estã acompanhando alguma nova? Me contem, porque séries boas são sempre bem-vindas!